Formação e Gestão

Checklist para a volta às aulas presenciais

Saiba como as escolas devem se preparar para o retorno às aulas presenciais, com base nas recomendações da ONU

Como e quando iniciar o processo de volta às aulas presenciais? Essa é hoje uma das decisões mais difíceis para os gestores escolares. São muitas variáveis. É seguro? Existe risco de contágio? Quais são os protocolos mais adequados? Como avaliar os alunos? Precisamos prestar algum apoio emocional?

Contudo, é possível se antecipar e se preparar para reabrir a escola com sucesso, mesmo em um cenário repleto de desafios. Para isso, o gestor precisa elaborar um planejamento que coloque em prática todas as medidas de segurança indicadas pelas autoridades. 

Então, para ajudá-los neste momento crucial, vamos apresentar, neste post, um checklist do que fazer para retomar as atividades presenciais. As dicas, a seguir, são baseadas em recomendações feitas pela UNESCO, que definiram as principais dimensões a serem observadas para avaliar e fundamentar o planejamento da volta às aulas presenciais.

Operações Seguras

Considere as deliberações das autoridades locais

Busque tomar decisões baseadas nas recomendações e protocolos determinados pelas autoridades locais. É importante lembrar que o não cumprimento de determinadas normas poderá ser passível de punições e sanções. Portanto, mantenha-se informado para que possa operar de acordo com o que for estabelecido.

Faça a limpeza e desinfecte a escola

Recomenda-se ainda contratar uma empresa especializada para realizar a limpeza e desinfecção de diversos itens e espaços da escola, como:

  • Reservatórios de água;
  • Bebedouros e filtros de água;
  • Móveis;
  • Salas de aula;
  • Aparelhos de ar-condicionado.

Estabeleça protocolos de acesso à escola e distanciamento social

Primeiramente, já não é novidade para ninguém que o uso de máscaras será obrigatório em todos os ambientes, exceto para a faixa etária não recomendada (0 a 2 anos), por causa do risco de sufocamento. Outro ponto que já é consenso, é a disponibilização de álcool em gel em todos os ambientes, acompanhados sempre do procedimento de como higienizar as mãos.

Dito isso, é essencial que se faça um mapeamento prévio de cada ambiente da instituição. Assim, será possível estabelecer tanto adequações na infraestrutura, quanto na rotina desses locais. 

Crie um plano para momentos importantes do dia, como a entrada e saída dos alunos. As medidas vão desde sinalizações para manter o distanciamento social até a coleta de informações entre os alunos, para monitorar se alguém apresentou algum sintoma. Lembre-se ainda de orientar sobre como os pais devem proceder nestas ocasiões, para evitar aglomerações tanto dentro, quando na porta da instituição.

Outros dois aspectos importantes de serem considerados são as rotas de circulação, bem como o controle da quantidade de alunos nas salas. Em geral, a recomendação é de limitar em 50% a capacidade dos espaços e manter uma distância de no mínimo 1,5 metro entre os alunos. Por conta disso, esteja preparado para um cenário onde será necessário implementar um rodízio entre os alunos.

Por fim, lembre-se de criar uma rotina de limpeza de espaços e objetos como alças, maçanetas, corrimões, equipamentos eletrônicos compartilhados, entre outros. Para os professores, é recomendada a troca de alguns equipamentos de segurança (EPI’s), como máscaras e luvas, a cada 4 horas.

Aprendizagem

Reorganize seu calendário escolar 

Do ponto de vista pedagógico, este é um dos pontos mais importantes.  É essencial redefinir o calendário, não só para cumprir carga horária obrigatória de aulas, mas também para garantir a aprendizagem. Para isso, a instituição deve seguir os seguintes passos:

  • Elaborar um cronograma de reposição;
  • Fazer avaliações diagnósticas;
  • Ter um plano de recuperação;
  • Rever o planejamento anual;
  • Estruturar planos e estratégias de reposição.

Prepare-se para o Ensino Híbrido

Como já foi dito antes, em muitos locais, a retomada de aulas presenciais será feita por meio de rodízios e de uma nova distribuição dos alunos nas turmas, para evitar aglomerações. Por conta disso, a melhor saída para adequar o calendário e os objetivos de aprendizagem de 2020 será a implementação do ensino híbrido, aliando os conteúdos das aulas presenciais com atividades remotas.

Nesse retorno das atividades escolares presenciais, recursos como as videoaulas serão mais que uma tendência a ser otimizada e implementada, serão uma ferramenta fundamental na reposição plena das aulas. Portanto, se a sua escola ainda não tinha uma gestão padronizada das aulas a distância, comece a se adequar o quanto antes. 

Registre tudo o que foi planejado e ministrado aos alunos, durante a paralisação das aulas, com o controle de carga horária e garantia dos conteúdos. Elabore também um comparativo do planejamento anual, do que foi trabalhado e das pendências.

Prepare-se também do ponto de vista estrutural e tecnológico para que seja possível implantar este modelo de ensino. E lembre-se ainda sempre de manter um diálogo ativo com toda a comunidade escolar para que possam sempre otimizar os processos de aprendizagem.

Inclusão dos mais vulneráveis

Deve-se dar especial atenção aos estudantes com deficiência, pois aqueles que não tiverem condições para se adequar às normas de prevenção, precisam ter acompanhamento pedagógico por meio de atividades não presenciais.  

Enquanto durar a situação de pandemia, somente deverão retornar às atividade presenciais àqueles que tiverem a indicação da equipe técnica da escola ou quando os riscos de contaminação estiverem em curva descendente.

O CNE recomenda que o atendimento educacional especializado aos estudantes de Educação Especial, seja oferecido de acordo com as seguintes orientações: 

  • Possuir um PLANO DE ENSINO DOMICILIAR e/ou remoto para os alunos que não possam comparecer às aulas presenciais. 
  • Os alunos assistidos na Educação Especial podem apresentar maior vulnerabilidade física e dificuldades para manter o uso da máscara e acompanhar os demais protocolos. A integridade física da criança e dos demais colegas está em primeiro lugar, portanto, caberá a família e a escola avaliarem e definirem um plano individual para que sejam assistidos remotamente;
  • Manter em atividades remotas (teletrabalho) os colaboradores que estão em algum grupo de risco da COVID-19, podendo ser delegado a eles as atividades com os alunos que estejam em trabalho remoto.

Bem-estar e Proteção

Tenha um plano de comunicação para a retomada das aulas

Se a comunicação tanto com as famílias, quanto com os funcionário e professores foi importante durante a paralisação, imagine agora, na volta às aulas. Portanto, comunique com clareza todos os integrantes da comunidade escolar sobre todas as medidas que devem ser tomadas para o retorno seguro das atividades.

Produza informativos, cartazes e/ou folders institucionais, guias, entre outros materiais, para instruir educadores, colaboradores e famílias sobre os protocolos a serem seguidos, com orientações de cuidado pessoal e higiene, além de informações sobre a prevenção da covid-19.

A comunicação também deve levar em conta a divulgação do novo calendário escolar, bem como o apoio pedagógico e a acolhida fraterna e solidária a todos que necessitarem. E, lembre-se, a comunicação deve ser simples e acessível, principalmente naqueles materiais que visam orientar as crianças.

Não se esqueça do acolhimento emocional dos alunos

Dada a situação que estamos vivendo, é importantíssimo que a escola esteja pronta para receber toda a comunidade levando em consideração possíveis lutos, angústias, medos e, até mesmo, os que ficaram doentes neste período. Toda essa bagagem trazida da quarentena pode desencadear diversos sentimentos, como insegurança.

O ideal é que o planejamento de volta às aulas proponha atividades que possibilitem dar atenção especial a todos os alunos, considerando as questões socioemocionais. Vale ressaltar que esse mesmo tipo de amparo precisa ser oferecido aos profissionais da escola.


Deu para ver que a escola tem muito a fazer para garantir que o retorno às aulas presenciais tenha sucesso. Se você quer saber mais sobre os desafios que a escola enfrentará nesta retomada, não perca a 3ª edição da Jornada da Conquista. Neste evento, 100% online,   vamos compartilhar boas práticas, aprender com os nossos especialistas e apresentar as novidades da Conquista.

Reserve esta data e este horário em sua agenda: 19/08, às 14h30. As inscrições para esse evento já estão abertas! 

Para saber de todas as novidade do universo educacional e da Conquista, acompanhe nossas páginas no Instagram, Facebook e YouTube, além do Portal Conquista.

Se deseja receber outras notícias e informações sobre o universo educacional, cadastre-se aqui em nossa newsletter! 

COMPARTILHE ESTE POST

Relacionados: