Educação Transformadora

Os desafios da volta às aulas

Saiba como planejar o retorno à instituição com segurança e tranquilidade 

A volta às aulas, depois do controle do novo coronavírus, pode parecer um processo nebuloso e confuso não é mesmo? Por isso, convidamos Maria Helena Guimarães, relatora da Covid-19 no Conselho Nacional de Educação, para uma reflexão sobre esse processo. Separamos as principais reflexões sobre o tema nesse texto. Você também pode assistir a live na íntegra, que ficou gravada aqui.

Espaço físico

Maria Helena explica que “não vamos voltar para a escola que deixamos em março”. Isso porque serão necessários muitos cuidados com a parte sanitária instituição. Ela pontua as seguintes mudanças:

  • Reorganização das turmas, já que, a princípio, o distanciamento social vai continuar sendo necessário; 
  • Cuidados redobrados com a higienização dos espaços; 
  • Comunicação efetiva com pais, alunos, professores e funcionários;
  • Intervalos monitorados, já que o distanciamento da sala de aula, deve ser efetivo também fora dela; 
  • Muita atenção às refeições, durante o intervalo.

Esses são alguns pontos que precisam de reflexão e planejamento, mas, é importante lembrar que “para definir as regras, é preciso analisar cada escola e o impacto causado pela pandemia na cidade e no estado. Por isso, é importante aguardar o retorno das aulas antes de tomar qualquer decisão” garante Maria. 

Emocional 

O retorno à rotina escolar pode ter impactos emocionais na família, nos alunos, professores e funcionários. Estamos passando por um momento muito delicado, e por isso, ao começar a pensar a volta às aulas, é preciso refletir sobre as ações que serão colocadas em prática para que esse processo aconteça de maneira tranquila.

Maria Helena garante que “ter muita delicadeza e empatia” é o passo principal da volta à normalidade. Ela ainda completa “tenha cuidado com os traumas socioemocionais que a pandemia pode ter causado, converse com os alunos, pois eles podem ter perdido familiares, ou ainda, se sentirem inseguros, e prepare todos os seus profissionais para esse retorno”.

Além disso, a comunicação é uma ação de extrema importância e pode definir a confiança que pais e responsáveis terão na escola e nos funcionários. Por isso, mostre o planejamento, apresente detalhes e não deixe os pais de fora das decisões que serão tomadas para manter a comunidade escolar segura. 

Pedagógico

Algumas perguntas recorrentes nesse momento são “Como devemos considerar o currículo no retorno às aulas? O que faremos com o que foi desenvolvido no período de isolamento e com as atividades não presenciais?”. Maria Helena garante que todas as atividades que estão sendo feitas durante o período de isolamento devem ser monitoradas e registradas.

Se o processo acontece de forma organizada, na volta às aulas a avaliação de conhecimentos e a busca por recuperações fica mais simples. Ela explica ainda que “é preciso identificar quais os objetivos de aprendizado essenciais para o aluno em cada etapa escolar” pois, assim, a busca pelo aprendizado do essencial é priorizada.

É importante refletir sobre o momento que estamos passando de maneira racional quando pensamos no processo pedagógico. “Vai ser impossível repor, presencialmente, todo esse período sem escola aberta. A educação chegou até a casa do aluno, ainda que a absorção desse conhecimento tenha acontecido de maneira distinta entre eles, a escola fez um esforço para chegar até os alunos, o que é importante e deve ser considerado dentro das atividades escolares”, ressalta a professora.

Claro que o desamparo não deve acontecer, por isso, avaliações diagnósticas são necessárias para compreender o nível de conhecimento de cada aluno. O professor e a escola têm o dever de tirar dúvidas e auxiliar essas crianças e adolescentes a fazer a transição de nível de ensino com conhecimentos similares. Para isso, recuperações, exposições e atividades podem ser exploradas assim que o retorno às aulas acontecer. 

E você, tem refletido sobre o processo de volta às aulas? Assistir à nossa live sobre o tema pode te ajudar! Confira também outras dicas sobre educação aqui no Blog da Conquista, no Guia da Conquista e em nossos perfis no Facebook e Instagram.

COMPARTILHE ESTE POST

Relacionados: